Página Principal  
......
 
Português Inglês
» Página Principal
» Historial
» Organigrama
» Estatutos
» Plano Estratégico
» Programas
» Delegações
» Voluntariado
» Comunicados
» Actividades
» Notícias
» Parceiros e Doações
» Politicas de Privacidade
» Contactos/Feedback

 

 

 

Primeiros Socorros
 
NOTÍCIAS
2012-11-19 10:53:23
Cruz Vermelha de Angola Promove Higiene e Segurança alimentar


A Cruz Vermelha de Angola(CVA) lançou o seu curso de “higiene e Segurança Alimentar” na 1ª Feira da bolsa de Turismo de Angola – BITUR. Umas das grandes preocupações da CVA são as doenças resultantes da falta de cuidados higiénicos e por vezes, descuidos em lugares mais requintados, até mesmo nas nossas casas.

O curso, ministrado em parceria da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), teve a 1ª edição em Outubro de 2012, nas instalações do Ministério da Hotelaria e Turismo, em Luanda. A CVA vai continuar a oferecer e prestar cuidados de saúde, na busca da redução de padecimentos e em prol dos mais vulneráveis.

Esta acção formativa que inclui a criação de uma bolsa de formadores internos, onde estes ensinamentos possam ser adaptadas nas aldeias mais recônditas do País, está ao dispor de todas as unidades hoteleiras, restaurantes e particulares.

Para mais informações eis o artigo da autoria da Dra. Jacqueline Dias, formadora da CVP, que esteve em Angola a ministrar a acção.


Higiene alimentar como estratégia de qualidade e evolução para o setor turístico:


Em tempos de economia e mercado globalizados existe a necessidade de elevar a competitividade das empresas, através do aperfeiçoamento dos processos de produção, redução dos custos e melhoria da qualidade e segurança dos produtos.

A higiene na manipulação e produção dos alimentos em qualquer tipo de estabelecimen¬to ou indústria, é fator fundamental para garantir a qualidade dos alimentos produzidos, tornando-se assim um diferencial a ser oferecido ao cliente. É também fator fundamental para a implantação das boas práticas de fabrico.

Temos sempre que levar em consideração que passamos a maior parte de nosso dia no nosso local de trabalho. Temos assim o dever de tratá-lo como se fosse a nossa própria casa e cuidar para que esteja sempre limpo e organizado. Assim também devemos cuidar da nossa higiene pessoal. Estes fatores influenciam diretamente na qualidade dos produtos que manipulamos e elaboramos.

Higiene é coisa séria. Em local de trabalho onde se manipulam alimentos, a falta de higiene é contravenção. Esteja sempre atento.

À medida que o mundo se torna mais pequeno e o comércio internacional se expande, as doenças transmitidas pelos alimentos tornar-se-ão um problema de saúde pública cada vez mais importante em todo mundo. Hoje em dia, centenas de milhões de pessoas no mundo sofrem de doenças causadas por alimentos contaminados. Para além do sofrimento humano causado pela doença e por vezes morte, estão também envolvidos custos económicos, afetando indivíduos, famílias, indústria, sistema de saúde e comunidades inteiras. Para se reduzirem os riscos é fundamental que se reforce a vigilância, se melhore a informação da comunidade, se aumente a compreensão da cadeia de produção dos alimentos, se promova a aplicação das estratégias de HACCP / autocontrolo e se use (e porque não) mais a radiação ionizante. Os nutricionistas e outros técnicos têm também um papel crucial na vigilância e comunicação precoce, assim como na informação do público sobre a importância dos aspetos básicos da segurança alimentar.

Novos desafios estão a surgir entre eles os novos microrganismos infecciosos ou a ressurgência de microrganismos (ex:Yersinia enterocolítica) que se têm vindo a tornar resistentes aos antibióticos, associado ao facto de grupos de alto risco estarem a crescer( particularmente idosos ). Sendo assim, toxinfecção alimentar é definida pela OMS como "doença infeciosa ou tóxica, causada (ou que se presume ter sido originada) pelo consumo de alimentos ou de água; Surto, no entanto, é definido pela mesma entidade como ocorrência de uma sintomatologia idêntica em dois ou mais indivíduos após a ingestão de um mesmo alimento, ou após a ingestão de água da mesma origem e onde evidência epidemiológica implica alimentos ou água como origem da doença; a OMS considera ainda caso "sempre que um indivíduo tenha estado doente após o consumo de alimentos ou água considerados contaminados com base em evidência epidemiológica ou análises laboratoriais."

A minha tese de licenciatura em Ciências da Nutrição pela Universidade do Porto, incidiu sobre uma bactéria patogénica: a Yersinia enterocolítica e aqui pretendo partilhar convosco alguns enxertos desse trabalho.De duas décadas para cá tem havido um aumento substancial na frequência do isolamento da Yersinia enterocolítica tanto nas formas clínicas como não clínicas, ela tem sido isolada no homem em vários países do mundo, mas é mais facilmente encontrada em climas frios. Há uma pequena incidência em países tropicais. Numa amostra tipo "cluster" durante os meses de Inverno foram registados casos na Europa. Em países desenvolvidos a Yersinia enterocolítica pode ser isolada em 1 - 2% nos casos de enterites agudas no homem, contudo quando métodos serológicos são também empregados em altas percentagens a infeção por este agente pode ser encontrada.

O género Yersinia da família das Enterobacteriaceae compreende 11 espécies. Há três espécies patogénicas bem conhecidas que são Yersinia pestis, Yersinia peseudotuberculosis e a Yersinia enterocolítica. A Yersinia enterocolítica foi associada a doença humana primeiramente em 1939 e é uma importante causa de gastroenterites em humanos essencialmente nos países frios, e dentro do género é a espécie mais versátil e prevalente nos humanos.

Segundo o ICMSF a Yersinia enterocolítica patogénica é categorizada como um organismo causador de doença severa, incapacitante mas sem risco para a vida, com sequelas raras, de duração moderada.
Na abordagem do sistema HACCP, a severidade é definida como a magnitude de um perigo ou o grau de consequências que pode causar quando ele existe, posto isto a Yersinia enterocolítica é categorizada como um perigo microbiológico de severidade moderada (severa ou crónica).

É um patogénico de origem alimentar em que a carne de porco está frequentemente implicada como fonte de infeção, salientando ainda a sua psicrofilia, ou seja, capacidade de se multiplicar em alimentos refrigerados.

Atualmente, é considerado um microrganismo patogénico emergente que representa um risco significativo para a saúde pública, juntamente com:

Salmonella enteritidis, Campylobacter jejuni, Escherichia coli 0157:H7, Vibrio vulnificus, Usteria monocytogenes e Cyclospora cayetanensis.
A título de resumo. No nosso dia-a-dia enfrentamos muitas situações perigosas, que podem interferir na nossa saúde e nossa vida. Porém poucas vezes nos lembramos, que ao alimentarmo-nos poderemos estar enfrentando um perigo maior.

No caso dos alimentos, as principais situações de perigo que enfrentamos são dos perigos microbiológicos. Perigos microbiológicos são aqueles causados por microrganismos, os micróbios.

Não os vemos a olho nu, mas eles podem estar presentes no alimento que você está manipulando, produzindo ou ingerindo. Para o efeito a fiscalização sanitária deverá ser exercida sobre os alimentos, o pessoal que os manipulam e sobre os locais e instalações onde se fabricam, produzem, beneficiam, manipulam, acondicionam, conservam, depositam, armazenam, transportam, distribuem e vendam ou consumam alimentos. (artigo Dra.Jacqueline Dias)




OUTRAS NOTÍCIAS
2013-07-17 18:34:40 - Cruz Vermelha de Angola promove videoconferencia com Universidade do Porto
2013-07-14 12:21:00 - Cruz Vermelha de Angola no Huambo apoia camponeses
2013-04-12 17:16:24 - Cruz Vermelha na Gala de Beneficiencia da Fundação da Luta contra o cancro da Mama
2013-04-07 14:00:39 - DIA MUNDIAL DA SAÚDE
2013-01-16 15:58:29 - Manha de alegria no Lar Micolo com Akwá e Zico
2013-01-15 09:04:31 - Cruz Vermelha de Angola faz entrega de donativos com Akwá e Zico, amanha dia 16 de Janeiro
2013-01-14 00:10:22 - Cruz Vermelha de Angola debate sobre Famílias e Solidariedade
2013-01-10 14:53:23 - Cruz Vermelha de Angola forma mais de 40 jovens em informática
2012-12-27 19:43:06 - BPC doa medicamentos à Cruz Vermelha de Angola
2012-12-26 22:00:07 - Centenas de Jovens responderam ao apelo de donativo para o jogo Solidário da Cruz Vermelha de Angola
2012-12-26 07:23:18 - Momentos do Jogo Solidário da Cruz Vermelha de Angola
2012-12-22 22:08:34 - Natal Solidário da CVA com o grande jogo de Amizade e Solidariedade no Sambizanga
2012-12-21 20:36:18 - Natal Solidário da Cruz Vermelha de Angola - JOGO FUTEBOL - AMIGOS DE AKWÁ E AMIGOS DE ZICO
2012-12-08 21:25:55 - Cruz Vermelha de Angola na Campanha de Vacinação contra a pólio
2012-12-05 22:23:25 - Gala da Cruz Vermelha de Angola nos meios de comunicação
2012-12-03 23:37:34 - CRUZ VERMELHA NA MARCHA CONTRA O SIDA
2012-11-19 10:53:23 - Cruz Vermelha de Angola Promove Higiene e Segurança alimentar
2012-11-19 09:50:51 - Cruz Vermelha de Angola dá apoio técnico ao Projecto "Dar Vida as Mulheres"
2012-07-26 14:41:46 - Cruz Vermelha de Angola Presente na Feira da Mulher
2012-07-23 14:25:13 - Formação em Primeiros Socorros
2012-01-11 09:20:39 - Campanha de doação de sangue
2011-11-23 11:26:06 - Baile Vermelho
2011-11-23 11:24:22 - SAÚDE / MALÁRIA
2011-10-25 12:01:30 - Gala de Beneficência da Cruz Vermelha de Angola
2011-10-06 12:59:10 - Projecto de Erradicação da Polio
2011-10-05 16:34:03 - O Bloco 15 apoia o Programa Nacional de Erradicação da Polio
2011-09-22 14:25:14 - Mobilização
2011-09-22 14:08:50 - Monitoria, Projecto ZBRI
2011-09-05 12:02:29 - Actualização das operações na Crise no Corno de África - 25/08
2010-10-12 16:45:16 - Convocatória P/ as Assembleias Provinciais
2010-10-12 16:45:16 - Visita de Oficiais da Escola Superior de Guerra
2010-10-12 16:45:16 - Formação em Primeiros Socorros
2010-10-12 16:45:16 - Lançamento do Projecto de Vacinação Patrocinado Pelo Grupo Empreiteiros BLK 15
2010-10-12 16:45:16 - Mobilizados três mil e 63 vacinadores para campanha contra poliomielite
2010-10-12 16:45:16 - CVA reunifica oito famílias separadas por vários motivos
2010-06-25 12:05:09 - Cruz Vermelha da Espanha investe mais 600 mil euros na formação profissional do jovens
PARCEIROS
     
  Copyright © Cruz Vermelha de Angola - Todos os direitos reservados © 2010
  Design & Programação: RIMANET  - www.cruzvermelha.org.ao